Seja bem vindo

O objetivo deste blog é criar um espaço para o compartilhamento de experiências de vida. Acreditando na necessidade de expressão do homem e sabendo que na atualidade todos querem falar e poucos são os ouvintes.

Quando compartilhamos, além de exercitarmos o diálogo, muitas vezes, descobrimos que não somos os únicos a possuir certas opiniões ou vivermos determinados conflitos ou circunstâncias.

VAMOS COMPARTILHAR:

SONHOS, FRUSTRAÇÕES, FÉ, SEXUALIDADE, DICAS DE LAZER, VIDA PROFISSIONAL, MÚSICAS E TUDO QUE POSSAMOS RETER ALGO DE BOM.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Amizade!

Dentre todas as necessidades do ser humano, existe uma que neste momento gostaria de destacar. A necessidade de possuir um amigo. Estou falando de amizade verdadeira. Aquela que é sinônimo de confiança, respeito, lealdade e fidelidade.
Quem diz que já teve um amigo e perdeu por ter sido traido, decepcionado, esqueciddo ou coisas do tipo,  na verdade está enganado. É sinal que nunca foi apresentado ao amor fraterno. E ai estar o erro. Não percebemos o poder das palavras e também não valorizamos o real sentido delas. Não sabemos diferenciar e identificar o quanto alguém tem valor para nós e vice-versa. Colegas, conhecidos, pessoas boas, legais, interessantes podem ser amigos sim, mas nem sempre é seu verdadeiramente. Pode ser amigo, mas talvez não seja "O Seu". Por isso partiu!
Talvez a carência por compreensão e amizade seja tão forte que as pessoas acabam entitulando amigo o primeiro abraço que recebem. Óbvio que tudo tem seu começo. Mas não devemos afirmar com tanta certeza que já temos um Amigo.
Mas como saber? Como identificar? Como ter essa certeza?
Em primeiro lugar você deve avaliar você mesmo. Identicicar seu grau confiabilidade. Não só saber se você demostra, mas se de fato você é confiável. Os traiçoeiros jamais terão ou serão Amigo.
Depois veja o seu grau de egoismo. Você é daqueles que só quer falar, só quer ser ouvido, só quer receber, exige demasiadamente atenção? Cuidado. O egoista jamais terá ou será Amigo.
Como você recebe um não? Como você encara a verdade? O quanto você aceita opinioes em sua vida? Os desequilibrados e fracos também jamais terão ou serão verdadeiros Amigos.
Você admira ou tem inveja? O que faz você se aproximar de alguém e desejar sua amizade? Torcer por ela? Ou somente extrair dela o que lhe pode oferecer? Se essa for sua intenção, o seu nome é mediocridade.
Se a energia que você passa sem sentir para as pessoas as fazem mal. Sinto muito lhe informar, você pode até não concordar, mas isso chama-se inveja. Busque no seu inconsciente e você verá que tenho razão.
O invejoso jamais terá ou será Amigo.
A verdadeira amizade nasce antes de tudo em um lugar que dá origem a vida. No coração de Deus.
Ter Amizade é ter vida. Ser amigo é um dom. Popularmente falando: não é para quem quer é para quem pode. É para quem pode doar-se, para quem pode compreender, aceitar, e acima de tudo, sem querer nada em troca. O Verdadeiro sentimento de amizade implica na alegria de ver o outro feliz. Na satizfação de um sorriso e no valor de um pagamento chamado : Obrigado! Amigo não tem hora, não tem agenda lotada, não há compromisso que o prenda ou impeça de socorrer o outro. Amigo chega na hora mais incerta. Escuta o que ninguem quer mais ouvir. Dá o seu melhor com prazer sem querer nenhuma retribuição.
Amigo ama por amar! Amigo é grato. Aliás amigo não somente tem que ser mas tambem tem que ter.
Ter a habilidade de várias profissões: Médico, Piscólogo, Terapeuta, Sociólogo, Filósofo, Motorista, Cobrador, Vigia etc etc.
Amizade é não saber o que é o melhor. Se é ter um amigo ou ser o Amigo.

A amizade não se compra, amizade nasce simples como uma canção.

Godofredo Pacheco Arduini Jr.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Além das Nuvens

Sabe aqueles momentos negros da vida. Onde tudo escurece, fica frio, sem certezas, sem direção e sentimo-nos sozinhos, carentes e tudo mais. Pois é, chama-se DESERTO: lugar de sequidão, solidão, miragens, alterações bruscas de temperatura e por que não dizer MEDO. Podemos tambem chamar esse período da vida de INVERNO: onde as folhas secam, acabam os frutos e as flores somem. Dependendo de como você encara esse período podemos também denominá-lo de TEMPESTADE: ventos fortes, raios e trovões assustadores, chuva forte e densas nuvens.Você olha para o céu e deseja que tudo passe na velocidade do relâmpago. Ai você olha para o nascente e ver mais nuvens carregadas. Nenhum sinal de sol. A previsão do tempo não sabe informar ao certo quando a nuvem negra irá se dissipar. 
O que fazer em momentos como esses? O que pensar? O que crer? A quem pedir ajuda? Enfim, inúmeros questionamentos nos vem e particularmente ao meu coração me ocorre: " Buscai a minha presença" 
Deus nos fala, nos ensina, nos molda em momentos em que Ele é a única coisa que nos resta. Apesar dEle não ser resto e nem querer de nós migalhas. Mas na sua soberania em amar, Deus vem ao nosso encontro e nos revela algo que não podemos ver, as vezes sabemos, porém esquecemos. Para além das nuvens negras e carregadas existe o sol que brilha forte e nem a maior tempestade é capaz de apagar seu brilho.
Quero deixar aqui resgistrado a minha total confiança no amor de Deus. A plena convicção de que o Senhor da vida é o mesmo Senhor do tempo, das estações e Ele tambem é Senhor no deserto.
Meu Deus jamais irá me deixar eternamente sem respostas, sem ver o brilho do sol que Ele mesmo criou para me aquecer em seu infinito favor.

Canta Kleber Lucas:

Sei que para além das nuvens o sol não deixou de brilhar só porque a terra escureceu.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Namorar. Eis a questão!

Vivemos no mundo das opcões. Multiplas alternativas ao nosso alcance. Adicionar ou deletar é fácil e também está na moda. O mundo está ao nosso alcance. A internet prova isso e não me deixa mentir. Concordam? Entre tudo isso está as relações. Todo o tipo: formal, informal, familiar, social, mas quero destacar o namoro. A forma que ele é visto e tratado por aqueles que se dizem apaixonados.
É comum eu ouvir reclamações e lamentações de amigos e conhecidos, histórias de amigos de amigos e etc.
Chego a uma conclusão: As histórias são as mesmas e só mudam os personagens!
Todos falam que precisam de mais atenção ou querem um tempo.
Todos falam que querem ser cuidados mas não querem ser pressionados.
Todos falam que o outro não entende, não compreende.
Todos falam que o outro não sabe o quer, sem se tocar que também não sabem o que quer.
Enfim... Poderia citar outros exemplos mas esse pra mim é a grande questão:
Todos falam que querem um relacionamento sólido, sincero e fiel. Mas não tiram os olhos da vida que o amigo solteirão leva.
Claro! de fato é tentador. Festas, baladas, ficar, pegar, se esfregar ou sei lá o termo que se usa. O ditado popular está na boca do povo: " a fila anda e a catraca gira" , a música popular diz: " pega e não se apega, beija mas não se apega". Ir a praia quando quiser, olhar para qualquer lado e para qualquer um. Ter a possibilidade de experimentar, provar até ter a certeza que encontrou o certo. Até parece que são tubos de ensaio. Tudo isso e mais um pouco são prazeres daqueles que ainda não encontraram um descanso. E aos olhos de quem está preso a um relacionamento parece bem melhor.
Mas como viver tudo isso com aquele medo no coração e a consciencia alertando:
E quando eu quiser chorar? quando eu quiser compartilhar? e a minha futura família?  os natais? como serão? os dia dos namorados então!!!!!!!!! Sem comentários.
O que eu quero dizer com tudo isso, é que na minha visão as pessoas entram em uma relação sem ter vivido a tão pregada liberdade. Assumem um namoro por carência afetiva, ou cobrança do circulo de amizade, casam e querem ter vida de solteiro, queimam etapas, pulam degrais e como consequencia: todos aqueles questionamentos acima citados.
Na vida tudo tem seu preço e seu valor. Será que estamos dispostos a pagar o preço de nossas escolhas?
Se escolho namorar o que terei que renunciar?
Se opto por viver essa tal liberdadede, do que sentirei falta?
Será que sabemos? Será que pensamos e pesamos tudo isso? Será?

canta Paula Toller:
" na imensidão da manhã, meu amor se mudou pra lua, eu quis te ter como sou, mas nem por isso ser sua."

Godofredo Pacheco Arduini Jr.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Maktub


Esta expressão vem do árabe e profere do particípio passado do verbo Ktab (escrever).
MAKTUB significa em português “estava escrito”. Quando o árabe nos momentos de dor ou de angústica exclama “MAKTUB” não profere com esta expressiva palavra um brado de revolta contra o destino. Apenas é uma forma de reafirmar que seu espírito se acha conformado com os desígnios insondáveis da vontade de Deus.
MAKTUB significa “tinha que acontecer”, “estava escrito”, “era pra ser assim”, significa que nada acontece por acaso, que tudo tem seu porquê, que não existem coinscidências, mas trata-se de uma tradução aproximada, porque não há palavra que consiga conter as mil faces do destino do homem.
MAKTUB é o que está predestinado, previsto para todos nós. Temos nosso livre arbítrio para vivermos a vida da forma como queremos mas no fim das contas tudo o que nos acontece está escrito, nada acontece por acaso. Na vida tudo é altamente cronometrado, tudo tem sua hora certa para acontecer.
Davi escreveu sobre isso no livro de Salmos 139:16 lá está escrito assim: " Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado quando nem um deles havia ainda." lindo não?
Aliás aconselho você a ler o Salmo completo. Ele é uma das passagem que afirma de forma clara a soberania de Deus, sua vontade absoluta e sua incrível oniciência.
Agradeço o privilégio de sentir essa verdade pulsando em mim. Essa soberania é a razão do meu descanso. Sei que existem várias correntes teológicos que são contra a predestinação. Pessoas que não concordam com essa forma de pensar, sentir e viver a vida.
Mas quer saber? Lamento! Mas nada e ninguém tira essa certeza de meu coração. Apenas no grande dia (a volta de Cristo) o mundo irá perceber a eleição da Graça, conhecer os Escolhidos e fazer cair a ficha de muitos que não entendem que Deus escolheu as coisas loucas do mundo para confundir as sábias. As que não são para confundir as que são. Só sei que nada se compara a sensação de ser escolhido. MAKTUB.

canta Jota Quest:

"Tudo que acontece na vida tem um momento e um destino. Viver é uma arte e um ofício, só que é preciso cuidado."

Godofredo Arduini Jr.

Encerrando Ciclos.

Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final...

Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.
Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos.
Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.
Foi despedido do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?
Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu...
Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó.
Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seus amigos, seus filhos, seus irmãos, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.
Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.
O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.
As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora...
Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.
Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração... e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.
Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.
Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor.
Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.
Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal".
Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará!
Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.
Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.
Encerrando ciclos.
Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.
Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira.
Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é!
Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és...
E lembra-te: Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão!

Fernando Pessoa